Tomate Tyson garante segurança para o produtor

Tomate Tyson garante segurança para o produtor

3 março de 2021

A qualidade dos alimentos que chegam à mesa do consumidor é a prioridade dos produtores rurais. Dessa forma, é necessário que o plantio seja feito com sementes que se desenvolvem resistentes a doenças e pragas que danificam a produção e prejudicam os resultados do produtor. 


O tomate híbrido Tyson F1, da linha Topseed Premium da Agristar do Brasil, é referência na questão da segurança. Além de apresentar boa resistência foliar, a variedade proporciona proteção ao produtor em áreas com incidência de geminivírus (TYLCV), vira-cabeça (TSWV) e fusarium raça 3 (F3).


O produtor de tomates Vander Luiz de Oliveira, da cidade de Guaçuí (ES), cultiva o tomate Tyson há mais de cinco anos e explica o que o levou a plantar esse híbrido nas lavouras. "Escolhi plantar o Tyson porque ele é uma planta mais vigorosa. Ele tem uma folha mais resistente, o que dificulta a entrada de bactérias.


Vander também destaca o rendimento da produção do tomate. "Planto de duas a três lavouras de Tyson por ano e essa variedade sempre tem produção acima da média dos outros tomates. Ele dá bastante frutos no cacho".


O Coordenador Técnico de Vendas da Topseed Premium em Minas Gerais, Rio de Janeiro, Espírito Santo e Sul da Bahia, Leonel Clemente, aponta que o tomate Tyson é bem plantado em São José de Ubá e Itaocara, que fazem parte do polo Norte do RJ), Paty do Alferes, do polo Rio de Janeiro, e Venda Nova Do Imigrante, Santa Maria de Jetibá, Laranja da Terra (Joatuba), do polo Região Serrana ES.


"O Tyson teve uma boa aceitação pelos compradores e produtores devido ao excelente padrão de fruto e de qualidade, além do alto rendimento de frutos boca 6", explica o coordenador técnico.


Para o produtor Jair Borges, da cidade de Paty dos Alferes, a escolha da semente do tomate Tyson foi assertiva. "Cultivo a variedade há dois anos. Optei pelo material por conta da sua resistência ao geminivírus, que aqui na região tem bastante propensão a doença. Outro ponto que me chamou bastante a atenção foi a questão da ramagem, pegamento e do fruto em si. O Tyson se mostra bastante uniforme e padrão", pontua.




Importância da resistência


O tomateiro é suscetível ao ataque de diversas pragas durante o seu ciclo de produção. Para evitar possíveis prejuízos, o produtor pode fazer uso do manejo integrado, além de optar por sementes que possuem um ótimo pacote da resistência a doenças, como por exemplo o Tyson, que é muito valorizado no mercado.


Pesquisadores defendem que as cultivares comerciais de tomate precisam apresentar um pacote mínimo de alelos de resistência, para que tenham melhor aceitação no mercado.


No entanto, é importante ressaltar que as populações de patógenos e pragas estão em constante evolução, de forma que a resistência genética é quebrada em alguns ciclos. Por isso se faz importante os programas de melhoramento, que estão constantemente testando e avaliando materiais que continuem resistentes pelo menos a um pacote básico de resistência.


A variedade Tyson tem posição de destaque em relação a isso, pois é resistente ao fusarium raça 3, causada por um agente fúngico, ao geminivírus e ao vira-cabeça, que são doenças virais. "O pacote completo de resistência também é uma característica que entrega segurança aos produtores que plantam Tyson", explica Leonel Clemente.


O Coordenador Técnico de Vendas da Agristar reforça a importância da resistência a doenças aos produtores. "Os produtores aceitaram muito bem o tomate Tyson, pois há algum tempo estavam precisando de um material com resistência a Fusarium da raça 3, geminivírus e vira-cabeça e com alta produtividade".


Estudiosos defendem que é vantajosa a utilização de sementes híbridas de tomate nas lavouras, visto que os custos com controle químico, biológico e cultural são reduzidos. Como consequência, os produtores terão uma redução de custo de sua produção além de tornar a fruta colocada na mesa dos brasileiros mais saudável para o consumo.


Vale ressaltar que os híbridos são resultados de cruzamentos genéticos entre duas ou mais variedades de tomates, com a finalidade de reunir as melhores características desejáveis de cada uma delas.


Os frutos da variedade Tyson F1 possuem alto pegamento de fruto, são uniformes e de alta qualidade. O peso médio de um tomate é de 220g e o tamanho médio varia de 6,5 a 8 cm.


Artigo elaborado com a colaboração da equipe Revista Campo & Negócios.


Produtos relacionados a notícia

Este site armazena cookies em seu computador. Esses cookies são usados para coletar informações sobre como você interage com nosso site e nos permite lembrar de você. Usamos essas informações para melhorar e personalizar sua experiência e para análises e métricas sobre nossos visitantes, tanto nesse site quanto em outras mídias. Para obter mais informações sobre os cookies que usamos, leia nossa Política de Privacidade.