x

Rúculas Roka e Veloster

Rúculas Roka e Veloster

7 junho de 2019

A rúcula é uma cultura de fácil cultivo, tanto em campo quanto em hidroponia, e que dispensa o uso de muita tecnologia, pois é rústica e se adapta bem em diferentes condições climáticas. Características que estão entre as qualidades das rúculas Roka e Veloster, ambas pertencentes ao portfólio da linha Topseed Premium, mas que trazem ainda outros atributos importantes e que agregam valor ao produto.

  Com produtividade na velocidade que o mercado exige, a rúcula Veloster é um dos lançamentos da linha, que será apresentado durante a 26ª Hortitec, que ocorre entre os dias 26 e 28 de junho, em Holambra (SP). "É um produto diferenciado, com ciclo precoce em torno de 28 dias para hidroponia e 35 dias para campo aberto, e excelente rendimento em ambos os sistemas de cultivo. Possui ainda folhas largas, pouco repicadas e uniformes, proporcionando alto aproveitamento para o produtor atender o seu cliente com agilidade e qualidade", explica o Especialista em Culturas do Cinturão Verde, Marcelo Almeida.

Na região serrana do Rio de Janeiro está a cidade de Teresópolis, que é responsável por 90% da produção de hortaliças folhosas do Estado, segundo a prefeitura do município, além de ser o principal fornecedor da capital. Entre os produtores da região estão Mário Zan de Queiroz e José Luciano Ferreira de Paula, atendidos pelo Assistente Técnico de Vendas Topseed Premium, Magno Coelho. "Plantei a Veloster na hidroponia e ela teve uma precocidade maior que as concorrentes, de cerca de três dias, não precisou de limpeza e também é um pouco mais escura que as outras. Já comprei para o próximo plantio", relata Mário.

  Já José Luciano se diz satisfeito com os resultados da Veloster. "Fiz três plantios e todo o material foi bem. Teve precocidade e ótima qualidade de folha. Outro ponto positivo foi a limpeza que não foi preciso fazer". O gerente da roça, Luiz Carlos da Conceição, acrescenta que a rúcula teve bom crescimento, com precocidade, folhas escuras e talo mais grosso do que as principais variedades do mercado. "Tive que colher antes do prazo devido à alta demanda".

Pós-colheita e excelente rendimento para processamento.

  A rúcula Roka já conquistou o produtor rural e as roças brasileiras. Segundo  Almeida, a cultivar possui ótima pós-colheita e as folhas verde-escuras e mais espessas proporcionam um excelente rendimento para processamento.  "A Roka tem excepcionais resultados tanto em hidroponia quanto em campo aberto e é indicada para todo o Brasil. É ideal para quem busca um produto diferenciado em qualidade".

  Atendido pelo Assis-tente Técnico de Vendas Matheus Oliveira, o produtor Renato Davoli, do sítio Poço Fundo, em Mogi Mirim (SP) corrobora da mesma opinião. Há nove anos trabalhando com rúculas, ele planta 10 canteiros por dia da cultura.  "Gostamos muito porque ela tem uma cor mais densa, mais escura, de boa aceitação pelo mercado consumidor. Além disso, por ter uma folha mais grossa, nos dá um volume e rendimento maiores por canteiro e tem uma durabilidade final maior também. Em comparação por quilo, chega a ter 30% a mais de peso que as outras numa mesma área de cultivo", detalha.


Produtos relacionados a notícia