Book Navigation

Abobrinha Flora F1

Abobrinha Flora F1

17 outubro de 2018

A abobrinha Flora F1 vem apresentando ótimos resultados na região serrana do Rio de Janeiro e no Distrito Federal, com alta produtividade e resistência às principais viroses que atacam a cultura, como contam os Assistentes Técnicos de Vendas Topseed Premium Magno Coelho e Rafael Sales.

Magno explica que a exigência do mercado é por frutos com fundo claro e rajas escuras, de tamanho médio. Já para os produtores, as características que mais agradam são, além da alta produção, o vigor de planta e a qualidade dos frutos, que se mostraram superiores à sua principal concorrente. "A produtividade apresentada foi, em média, cerca de 230 cx / 1.000 plantas e a comercialização dos frutos da região serrana do Rio de Janeiro, é feita no Ceasa da capital e para redes de supermercados de todo o estado", explica Magno.

Em Sumidouro (RJ), o produtor Flávio Alexandre Veiga Mattos plantou a Flora F1 pela primeira vez. "Plantei um hectare para teste e como o material pegou bem, teve um ótimo rendimento e não me deu problemas com viroses, porque a resistência conseguiu segurar, vou plantar a roça toda que, por ano, chega a quatro hectares. A produtividade também foi boa, dentro do esperado e os frutos têm sido bem aceitos no mercado, tanto pelos compradores, como pelos consumidores", explica Flávio, que é agricultor há oito anos e trabalha principalmente com a cultura do tomate e cultiva abobrinha em paralelo.

Na cidade de Gama (DF), o Assistente Técnico de Vendas Rafael Sales, atende o produtor Gabriel Filipe da Silva, que planta Flora F1 desde maio de 2018 e viu sua produtividade pular de 150 cx/ 1.000 para 250 cx / 1.000, numa área de 1500 m². "A cada 30 dias eu planto cerca de 2 mil plantas de Flora numa parte em que faço rotação de culturas. Faço a comercialização para o Ceasa, mercados da região e também venda direta ao consumidor final. Os compradores aceitaram bem, porque o material manteve o padrão exigido, tanto na coloração quanto no tamanho", explica Gabriel.

Produtos relacionados a notícia